O presidente norte-americano Donald Trump afirmou, neste domingo, que os Estados Unidos terão uma vacina contra o novo coronavírus até final de 2020.

“Estamos muito confiantes de que vamos ter uma vacina  até o final do ano”, disse Trump durante a entrevista no canal de televisão Fox News, emitida a partir do Lincoln Memorial em Washington, DC, em homenagem ao 16.º Presidente dos Estados Unidos Abraham Lincoln.

A entrevista marcou a retomada da campanha eleitoral de Trump, suspensa devido à crise por COVID-19 no país.

“Os médicos vão dizer que eu não devia dizer isto. Eu digo o que penso”. Estamos a pressionar (…) vários grupos [farmacêuticos] estão, penso, muito perto”, acrescentou.

Questionado sobre como reagiria se outro país tivesse uma vacina antes dos Estados Unidos, Trump respondeu: “É indiferente. Apenas quero uma vacina que funcione”.

De acordo com dados divulgados pelo Instituto de Londres de Higiene e Medicina Tropical (London School of Hygiene & Tropical Medicine), citada pela Euronews, vários projectos de vacina contra a COVID-19 estão em curso em todo o mundo.

Donald Trump, que defendeu, uma vez mais, um regresso prudente, mas “tão rápido quanto possível” à actividade no país, mostrou-se optimista sobre as perspetivas económicas.

O ano de 2021 vai ser “incrível”, afirmou Trump, que voltou a defender as decisões que tomou desde o início da epidemia no país. “Penso que salvámos milhões de vidas”, reiterou.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (67.674) e mais casos de infecção (mais de 1,15 milhões) no mundo. Nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados este domingo pela Universidade Johns Hopkins, EUA registaram 1.450 mortos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here