Pelo menos seis pessoas morreram na segunda-feira (4), quando um avião que transportava material para combater a pandemia do novo coronavírus caiu na Somália, informaram as autoridades locais nesta terça-feira (5).

O avião, um Embraer 120 da companhia aérea queniana African Express, caiu perto do aeroporto na cidade de Bardale, na Somália.

“É terrível! Perdemos os seis passageiros. Verificamos que não há sobreviventes”, disse o ministro de Transportes da Somália, Hassan Hussein, em declarações coletadas pelo jornal local “Garowe Online”.

Em um comunicado, o governo federal da Somália afirmou que o avião, que vinha da cidade de Baidoa, onde parou depois de sair de Mogadíscio. Segundo ele, a tragédia ocorreu às 15h30 (hora local).

“O governo está realizando uma investigação completa e publicará os resultados em tempo hábil. As nossas mais profundas condolências às famílias e amigos que podem ter perdido seus entes queridos neste acidente”, acrescentou o governo.

As autoridades não comentaram as informações indicando que o avião pode ter sido abatido acidentalmente por tropas etíopes integradas na Missão da União Africana para a Somália (Amisom) que estão posicionadas na área, onde estão lutando contra o grupo jihadista Al-Shabaab.

Em um comunicado, o Ministério das Relações Exteriores do Quênia também pediu às autoridades somalis que investiguem as “circunstâncias confusas” da tragédia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here